domingo, 29 de maio de 2011

Cotas Raciais...ainda há muito o que discutir!!

Este pode ser de longe, o mais polêmico post que eu já escrevi em toda a minha vida de blogueira, mas o meu blog foi feito para eu publicar meus pensamentos e, ultimamente, uma novidade no âmbito dos Concursos Públicos vem mexendo com a minha cabeça:

Concursos terão 20% das vagas para negros (leia o texto aqui )

Sou estudante da UERJ (primeira Universidade Pública a adotar o sistema de cotas raciais) e nunca aprovei este critério. Pra mim, e para muitos de meus colegas, as cotas devem ser por renda e não por raça. Aliás, não é errado dizer que somos de raças diferentes? Então por que na hora de adotar as cotas ficamos à vontade para dizer “racial”?

Branco, negro, índio, pardo... Todos têm a capacidade de serem aprovados em concursos, sejam eles de caráter empregatício ou estudantil (Universidades, Faculdades, Colégios, Institutos...) então por que esta teimosia em separar, na hora da avaliação, as etnias?

Muito me admira ver quem luta contra qualquer tipo de preconceito aprovar e aplaudir de pé esta mais recente decisão. E se fosse o contrário? Seria preconceito? Quer dizer que os negros não podem disputar uma vaga regular comigo? Eu sou mais capaz que eles? Claro que não! Somos todos iguais, temos a mesma capacidade. Na minha opinião o que me difere das outras pessoas é e sempre será a renda!

Sou contra as cotas raciais!! Acho uma forma “aceitável” de descriminação. Todos temos capacidade de passarmos em concursos. Está na hora de reformularmos esta noção, existe mais diferença entre ricos e pobres, então precisamos adotar cotas por renda e não por outros critérios ediondos!!


3 comentários:

  1. Parabéns pelo blog e pela coragem da postagem.
    Abraços,
    Ale.

    ResponderExcluir
  2. Ousado! Gostei e concordo com a opinião sobre as cotas!

    ResponderExcluir
  3. Acho sua opinião muito genérica... procure se aprofundar mais.

    ResponderExcluir