quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

As muitas faces do egoísmo.

Alguém me disse uma vez que nosso pior inimigo é o cérebro, e hoje acredito nesta frase mais do que em qualquer outra que eu já ouvi na vida. O cérebro nos faz perceber coisas, palavras e atitudes que o coração encobre pra não nos fazer sofrer, mas para tudo tem um limite e exatamente neste limite que entra o cérebro. É como se este falasse “Chega! Isso é ser idiota demais” e tira a venda dos nossos olhos de uma maneira bem sutil até que dá aquele último puxão que dói.

Algumas pessoas tentam nos moldar, ou seja, nos acostumar a algumas situações. No início não percebemos, mas quando tentamos romper a barreira da mesmice somos pegos por uma reação adversa. É nessa reação que vemos o egoísmo se manifestando até mesmo na pessoa que você jurava conhecer e poder confiar.

Há quem diga que ser egoísta é pensar somente em si. Não isso vai muito além dessa simples definição. Você pode ser egoísta, por exemplo, se deixar de procurar alguém que você diz amar. Pode ser egoísta se colocar o materialismo a cima dos seus sentimentos. Também é egoísmo criar uma lista de prioridades na sua vida e colocar aquela pessoa que você diz ser especial em último lugar (se você tiver sorte de entrar nessa lista!)

O pior disso tudo é quando o coração entra em conflito com o cérebro. Um tentando provar pro outro que está certo e o outro errado. Enquanto o primeiro nos diz pra acreditar o segundo nos manda desconfiar, sempre! E assim ficamos no meio de uma batalha sem fim. Batalha essa que não teria começado se a verdade fosse mais utilizada. Batalha essa que só terá fim quando alguém sair chorando.

Sinto uma lágrima, entre muitas, rolar pelo meu rosto.... E você?

Egoísmo não é viver à nossa maneira, mas desejar que os outros vivam como nós queremos. (Oscar Wilde)

Um comentário:

  1. Cara eu sou mt egoísta ! Não sei porque, mais eu valorizo muito o meu EU , odeio ter que dividir qualquer coisa e etc. seu blog ahasa :] amei o post

    www.spiderwebs.tk

    ResponderExcluir