sábado, 21 de abril de 2012

Jovens universitários x Bar.

Independente da localização ou do tipo de instituição – pública ou privada – a maioria das Universidades normalmente possuem em seu redor alguma espécie de comércio e, dentre tantos serviços que estes possam oferecer está o bar, local de interação e entretenimento desses jovens.
 
 
Ser jovem e ingressar numa Universidade significa alçar novos voos na vida profissional e na vida social, é através desta nova fase que o jovem expande seu círculo de amigos, passa a se relacionar com indivíduos pertencentes a outras realidades e contextos sociais e econômicos, mas, mesmo havendo tantas diferenças entre seus mundos, ambos buscam a prosperidade aos olhos de uma sociedade cada vez mais capitalista. Além disso, os jovens objetivam cada vez mais cedo a sua autonomia e independência financeira, deixando o âmbito familiar a procura de uma maior sensação de liberdade.

Sabe-se que o uso abusivo do álcool prejudica a saúde física e mental das pessoas, porém é preciso ressaltar que o bar não é frequentado somente por universitários que ingerem bebidas alcoólicas, mas também por aqueles que buscam um momento de relaxamento ao lado dos amigos, mesmo consumindo apenas refrigerantes e, até mesmo, água! O importante deste momento é interagir com o maior número de pessoas possíveis e descontrair para aliviar as tensões, pressões e cobranças do dia-a-dia.

Distante do problema do alcoolismo muitos professores reúnem seus alunos no bar para que possam vivenciar experiências cotidianas das pessoas que utilizam o local como lugar de fuga pessoal. Outros professores chegam a “fazer a chamada” na mesa do bar e discutem, com afinco, assuntos relacionados à disciplina que ministra em sala de aula.

A verdade a cerca destes estabelecimentos é que seus donos, já visando o público alvo, lucram mais se puderem se localizar próximos as instituições de ensino, tanto que este comércio é mais valorizado de acordo com a proximidade e facilidade de acesso aos universitários. Em outras palavras, quanto mais perto de uma universidade, mais caro será o aluguel ou a venda deste bar, assim como será maior o consumo por parte dos estudantes.

Deixe suas ideias negativas e preconceitos de lado. Se você é universitário e não costuma frequentar o bar por achar que este lugar é exclusivo para o consumo do álcool, reúna seus amigos numa sexta-feira e coloquem o papo em dia bebendo um refrigerante/suco/água ao mesmo tempo em que observa as pessoas ao seu redor.

Se você já frequenta o bar com seus amigos, somente tome cuidado com os excessos e, de resto, convide aquele professor que você acha ser Caxias para ir com você. Como tudo na vida, você pode se surpreender ao descobrir o quanto este mesmo professor gosta do local – e frequenta – e mais ainda ao descobrir que ele pode divertir com muitas histórias divertidas e instrutivas.

Vivencie o bar, mas não deixe que ele se torne a sua vida!

Nenhum comentário:

Postar um comentário