domingo, 12 de maio de 2013

Onde eu parei?


Quem nunca se pegou pensando nos rumos que sua vida tomou e tentou descobrir o momento que te levou ao seu momento atual? De vez em quando eu fico assim, tentando descobrir onde foi que eu parei!

Quando digo aqui que parei não significa que não evolui. Quando vejo fotos antigas me surpreendo com a imagem que um dia eu projetei para o que eu vejo no espelho todos os dias.


Mas o que mais me aflige nesses momentos de reflexão é o fato de eu ter deixado de acreditar em coisas importantes, deixar de sentir algumas emoções que hoje, na ausência delas, me sinto, algumas vezes, uma pessoa mais fria. Não frígida!

Deixei de acreditar em alguns contos de fadas, deixei de acreditar em alguns sentimentos vindos de outras pessoas, deixei de ter vontade de lutar, deixei de sonhar certos sonhos, deixei de fantasiar alguns momentos, deixei de me assustas com algumas situações, deixei de ficar nervosa em outras, deixei de encarar emocionalmente alguns momentos e passei a analisa-los racionalmente.

Deixei sonhos de infância de lado pelo simples fato de ver o tempo passar, algumas experiências ruins se repetirem, e perceber que, por mais que eu me esforçasse, tem certas coisas para as quais eu realmente não nasci!

Mas também percebo o quanto mudei, o quanto amadureci, o quanto superei medos, o quanto me tornei adulta em algumas ações, o quanto ainda sou criança em outras, o quanto me superei em momentos que eu pensei em desistir e o quanto segui em frente quando o mais fácil era voltar atrás.

Tudo na minha vida parece acontecer tarde (ou no tempo certo que deve acontecer), então, talvez alguma coisa que ainda não conquistei não signifique que eu não as conquistarei. Significa que elas somente acontecerão mais tarde, ou no momento mais certo para ocorrer!

Onde foi que parei de sonhar? Onde foi que eu parei de me esconder? Onde foi que eu parei de ser feliz? Onde foi que eu parei de chorar? Onde foi que eu parei de ter medo? Onde foi que eu parei de desistir? Onde foi que eu comecei a persistir? A lutar? A encarar?

Onde é que eu vou parar?

2 comentários:

  1. Super me identifiquei com você... Estou bem menos sonhadora e o pior disso é que não sei se isso é bom ou ruim. Seu texto me fez refletir bastante...
    Raquel,
    www.acessoriosecafeina.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa, resumiu tudo.Esse é o sentimento de muitas pessoas!Bjs miguxa!

    ResponderExcluir